O valor das Pequenas Coisas

A nossa vida é feita de pequenas coisas e, muitas vezes, nem nos damos conta do quanto elas são importantes. São realmente  as pequenas coisas que vão se juntado, somando e constituem  uma trama de relações, sentimentos, fatos, atitudes que vão gerando comportamentos e assim  formando a nossa história. Daí a importância de estarmos atentos e valorizar as pequenas coisas, pois normalmente elas carregam no seu interior grandes riquezas.

Precisamos  cuidar para não desperdiçar nenhuma delas, pois elas geralmente são o início, dão origem,  são fontes de grandes e decisivos acontecimentos de nossa vida. Quando olhamos, por exemplo,  para a nossa vida, percebemos que tudo começou com pequenas coisas, foram alguns passinhos, algumas palavras, pequenos gestos, um sorriso, um olhar e assim fomos tomando corpo e atitude de gente.

Ao pararmos e refletirmos sobre nossa história, com certeza, concluiremos que, de fato, foram as pequenas coisas que lhe deram e lhe dão  a identidade. Aquela palavra, aquele afago, aquele abraço, aquele beijo, aquele elogio, aquele encontro inesquecível, aquela festa, aquela queda, aquela vitória, todos vão construindo a nossa vida! Sim, as pequenas coisas são o tecido fundamental de nossa existência. Elas são como as células ou as moléculas de nosso organismo.

Às vezes elas acontecem tão espontaneamente e tão naturalmente que sequer as  percebemos, no entanto,  muitas vezes, elas são decisivas, por isso,  convido hoje meus leitores que, tomando consciência da importância das pequenas coisas que fazemos, como viver todos os dias, desde a higiene pessoal, do bom dia, da prece, do café da manhã, do sorriso que partilhamos,  do encontro com as pessoas,  do aperto de mão, nada fique  sem nosso calor humano.

Tenho certeza de que são as pequenas coisas que, no final de cada dia, são as que preenchem a vida. Nem sempre temos oportunidades para realizar grandes coisas e mesmo muitas vezes nem sequer surgem em nossa vida, já, as pequenas coisas estão ao nosso alcance todo tempo.

Felizes os que fazem das pequenas coisas degraus de perfeição. Felizes dos que valorizam as pequenas coisas para torná-las grandes no amor. Felizes os que fazem das pequenas coisas grandes atos de amor. Felizes dos que usam das pequenas coisas para devolver a alegria perdida, para reconciliar o separado, para confortar um triste, para estender a mão  ao caído, para oferecer o ombro ao desamparado. Felizes daqueles que aproveitam das pequenas coisas para se tornarem grandes na simplicidade e na humildade, a exemplo da Virgem Maria.

Pe Xiko, SAC

Pe. Xiko

O valor das pequenas coisas

A nossa vida é feita de pequenas coisas e, muitas vezes, nem nos damos conta do quanto elas são importantes. São realmente  as pequenas coisas que vão se juntado, somando e constituem  uma trama de relações, sentimentos, fatos, atitudes que vão gerando comportamentos e assim  formando a nossa história. Daí a importância de estarmos atentos e valorizar as pequenas coisas, pois normalmente elas carregam no seu interior grandes riquezas.

Precisamos  cuidar para não desperdiçar nenhuma delas, pois elas geralmente são o início, dão origem,  são fontes de grandes e decisivos acontecimentos de nossa vida. Quando olhamos, por exemplo,  para a nossa vida, percebemos que tudo começou com pequenas coisas, foram alguns passinhos, algumas palavras, pequenos gestos, um sorriso, um olhar e assim fomos tomando corpo e atitude de gente.

Ao pararmos e refletirmos sobre nossa história, com certeza, concluiremos que, de fato, foram as pequenas coisas que lhe deram e lhe dão  a identidade. Aquela palavra, aquele afago, aquele abraço, aquele beijo, aquele elogio, aquele encontro inesquecível, aquela festa, aquela queda, aquela vitória, todos vão construindo a nossa vida! Sim, as pequenas coisas são o tecido fundamental de nossa existência. Elas são como as células ou as moléculas de nosso organismo.

Às vezes elas acontecem tão espontaneamente e tão naturalmente que sequer as  percebemos, no entanto,  muitas vezes, elas são decisivas, por isso,  convido hoje meus leitores que, tomando consciência da importância das pequenas coisas que fazemos, como viver todos os dias, desde a higiene pessoal, do bom dia, da prece, do café da manhã, do sorriso que partilhamos,  do encontro com as pessoas,  do aperto de mão, nada fique  sem nosso calor humano.

Tenho certeza de que são as pequenas coisas que, no final de cada dia, são as que preenchem a vida. Nem sempre temos oportunidades para realizar grandes coisas e mesmo muitas vezes nem sequer surgem em nossa vida, já, as pequenas coisas estão ao nosso alcance todo tempo.

Felizes os que fazem das pequenas coisas degraus de perfeição. Felizes dos que valorizam as pequenas coisas para torná-las grandes no amor. Felizes os que fazem das pequenas coisas grandes atos de amor. Felizes dos que usam das pequenas coisas para devolver a alegria perdida, para reconciliar o separado, para confortar um triste, para estender a mão  ao caído, para oferecer o ombro ao desamparado. Felizes daqueles que aproveitam das pequenas coisas para se tornarem grandes na simplicidade e na humildade, a exemplo da Virgem Maria.

Pe Xiko, SAC

Pe. Xiko

Siga-nos: