Tempo de Advento

É tempo de Advento, portanto de esperança! É tempo de Advento, portanto de preparação e de pôr-se a caminho, de peregrinar! É tempo de Advento, portanto é tempo de surpresa! É tempo de Advento, portanto de vestir a roupa da simplicidade e da humildade! É tempo de Advento, portanto é tempo de perdão sincero, de mão estendida, de coração aberto! É tempo de Advento, portanto é tempo de misericórdia sem limites, sem restrições, sem desculpas! É tempo de Advento, portanto é tempo de reconciliação, de restabelecer vínculos, abandonar mágoas e ressentimentos!

É tempo de Advento, portanto é tempo de união, de fraternidade, de comunhão e de aliança! É tempo de Advento, portanto é tempo de buscar o novo, justo, o humano! É Tempo de Advento, portanto é tempo de esquecer rancores e de abandonar vinganças! É tempo de Advento, portanto é tempo de recordar, de rememorar e de reviver amores. É tempo de Advento, portanto é tempo de agradecer e aprofundar amizades! É tempo de Advento, portanto é tempo de solidariedade!

É tempo de Advento, portanto é tempo de arrumar a casa e de acender as luzes! É tempo de Advento, portanto é tempo de inclinar a fronte e de dobrar os joelhos, de adorar! É tempo de Advento, portanto é tempo de renascer! É tempo de Advento, é tempo de abandonar o mau humor, o desgosto, a amargura, é tempo de preparar os presentes, não necessariamente materiais! É tempo de Advento, portanto é tempo de chegar em casa, encontrar gente e de renovar os sentimentos familiares de comunhão e fraternidade! É tempo Advento, portanto é tempo de estar em família, de abraços apertados, de palavras doces de ternura! É tempo de Advento, portanto é tempo de silenciar, de meditar, de escutar e até chorar de alegria!

É tempo de Advento, portanto é tempo de cantar junto com toda a natureza, com toda a criação, com o céu e a terra! É tempo de Advento, então é tempo de paz, de harmonia! É tempo de Advento, então é tempo de sorrir! É tempo de Advento, portanto é tempo de parar, de refletir, de mudar e assumir novas posturas! É tempo de Advento, portanto é tempo de humanizar-se! É tempo de Advento, portanto é tempo de divinizar-se! É Tempo de Advento, portanto é o tempo em que se aproxima o convite de experimentar a ternura, a bondade, o invisível que se reveste de carne, do infinito tornado palpável, do eterno feito acontecimento, do imenso feito pequeno, do céu feito terra!

É tempo de Advento, portanto podemos renovar a esperança, vibrar de alegria, de júbilo, porque está próxima a aurora de um novo dia! É tempo de Advento, portanto é tempo, com certeza, de preparar a festa do encontro! É tempo de Aventom, então que o pobre exulte, que o triste se alegre, que o caído se levante, que o rico se incline e que todos ao final deste tempo cantemos juntos glória a Deus nas alturas e paz aqui, bem aqui onde vivemos!

Pe. Xiko

Siga-nos: