JUBILEU DE OURO 

Um caminho que se torna dourado
Na próxima sexta-feira, dia cinco de julho, terei a alegria de comemorar 50 anos de sacerdócio. Meu primeiro sentimento é de profundo agradecimento pela história vivida e compartilhada com tantas pessoas que me ajudaram, que me estimularam e, até me sustentaram em muitos momentos. Foram 50 anos cheios de imensas alegrias, realizações, conquistas e experiências enriquecedoras. Posso afirmar, com serenidade, que não faltaram palavras amigas, a ternura de Deus, sua amorosa presença de muitas maneiras e em muitas circunstâncias.
Sinto-me um privilegiado por ter sido escolhido e acompanhado por Deus com tanto carinho nesta caminhada. Sei muito bem que as inúmeras experiências, realizações, desafios não cabem neste texto, pois tanto as alegrias, as conquistas, as realizações como os desafios são muitos. O mais importante é que as alegrias foram absorvidas e os desafios, vencidos os quais me tornaram mais forte e melhor, mais humilde e reconhecido a Deus e aos irmãos de caminhada.
Assim, ao chegar ao Jubileu de Ouro de ordenação sacerdotal, elevo um hino de gratidão por tudo o que tenho recebido e reconheço que ganhei muito mais do que pedi e muito mais do que mereci.
Louvado sejas, Senhor, por teres me dado saúde suficiente para cumprir com os compromissos assumidos.
Louvado sejas, Senhor, pelo testemunho de fé, de honestidade, de simplicidade e de unidade que tive em minha família, minha primeira e fundamental escola.
Louvado sejas, Senhor, por teres me sustentado com tua preciosa e abundante graça em todos os dias de minha vida.
Louvados sejas, Senhor, por me teres confiado tarefas desafiadoras que me fizeram crescer e amadurecer.
Louvado sejas, Senhor, por teres me brindado com tantos amigos que fizeram a diferença e tornaram minha caminhada muito mais leve e profícua.
Louvado sejas, Senhor, por teres me posto à frente de comunidades maravilhosas, como a equipe missionária Palotina, Faxinal do Soturno, Camobi e Dores.
Louvado e bendito sejas, Senhor, por um dia, de forma surpreendente, teres me presenteado com a graça do Cursilho, marco divisório de minha vida, onde aprendi o quanto tu estás próximo e dando-me o verdadeiro sentido da evangelização.
Louvado sejas, Senhor, por teres me dado a conhecer o carisma de Vicente Pallotti e de ter-me torna um de seus filhos.
Louvado sejas, Senhor, por todos os colegas e amigos com os quais convivi e trabalhei nestes 50 anos.
Louvado sejas, Senhor, pela minha querida cidade de Santa Maria.
Louvado sejas, Senhor, por conservares viva e forte, até hoje, a minha paixão pela Evangelização.
Louvado sejas, Senhor, pela minha Igreja, minha mãe e mestra a quem sirvo e onde sinto-me abrigado.
Louvado sejas, Senhor, por ter vivido na era do Papa Francisco e com ele estar aprendendo muito.
Louvado sejas, meu Senhor, por me possibilitar viver a alegria deste ano dourado!
Louvado, sejas meu Senhor pela vida!