A explosão, definida no passado como “misteriosa” pelo próprio cardeal libanês, causou 221 mortes e mais de 6.000 feridos, muitos dos quais ficaram permanentemente incapacitados.

Leia tudo

 

Siga-nos: