“No coração e nas nossas orações”, não esquecer do sofrimento do povo ucraniano foi o pedido do Papa Francisco no Angelus, que também lançou um apelo pelo diálogo no Equador, abalado por manifestações que provocaram dezenas de mortes e centenas de feridos.

Leia tudo

 

Siga-nos: