Diante da situação vivida no país, o episcopado venezuelano afirma que “tanto o partido no poder quanto a oposição não apresentam um projeto de país que seja capaz de reunir e convencer a vontade maioritária do povo venezuelano de viver em justiça, liberdade e paz”,.
Siga-nos: