Durante o encontro on-line “Inteligência artificial, alimento para todos. Diálogo e Experiências”, o presidente da Pontifícia Academia para a Vida indicou entre as prioridades a desativação da “conexão entre novas tecnologias e estruturas de poder”, uma combinação capaz de “controlar e manipular mercados e democracias no âmbito planetário”.
Siga-nos: