Ao receber membros da Fundação Banco Farmacêutico, o Papa Francisco não deixou de analisar a atual emergência social provocada pela pandemia: “Repito que seria trise se, ao fornecer a vacina, se desse prioridade aos mais ricos, ou se esta vacina se tornasse propriedade desta ou daquela nação e se não fosse para todos”.
Siga-nos: