Caros irmãos e irmãs de caminhada.

MCC: Caminho de Santificação

DECOLORES!

“Sede misericordiosos como vosso pai é misericordioso” (Lc. 6,36).

Nossa reflexão hoje traz a pessoa de Jesus. Queremos, nesta mensagem, não somente ler, discorrer sobre Jesus.  Mas desejamos estar ao menos alguns minutos com Ele, e renovar mais uma vez nosso encontro com Ele.

Jesus verdadeiramente homem. Realmente homem, pois foi gestado durante nove meses no ventre de Maria. Nasceu como todo o ser humano, precisou de todos os cuidados como qualquer ser humano. Necessitou do carinho, do afago, da presença, da ajuda dos pais. Aprendeu a caminhar, a falar, a se alimentar, a distinguir as coisas. Cresceu como todas as demais crianças, brincou como  todas as crianças do seu tempo. Chorou, sorriu. Trabalhou com seu pai José. Usou as vestes dos judeus, falou sua língua, observou suas leis e costumes. Morou em casa igual a de seus conterrâneos. Andou pelas estradas da Judeia, da Galileia, da Samaria…

Entendia de cozinha, de óleo, prato, copo, sal, luz… Tanto que falou deles. Entendia de poço, parreira, horta, ovelhas, e senta no bocal do poço, se diz tronco da parreira, pastor de ovelhas e bom pastor. Fala do chiqueiro, dos porcos, do trigo, do arado, dos bois, da foice, do celeiro, do machado, da árvore, dos frutos, do vinho, da água, dos pássaros, dos pardais, dos lírios do campo; fala do vento, do mar, da chuva, dos rios, da casa, da rocha, do corvo, da raposa; fala da porta e diz que Ele mesmo é porta; fala do caminho, da verdade, da vida, e afirma que é o caminho, a verdade e a vida. Fala da doença, da dor, do sofrimento, da cura, da morte e da ressurreição. Fala das leis, dos médicos, dos advogados, dos mestres, da semente e do semeador.

Fala da tristeza, da alegria, da guerra e da paz. E afirma ser o Príncipe da Paz. Fala das montanhas, da praia, das areias e da rocha. Fala dos administradores, da mesa e do pão, e senta à mesa e come até com os pecadores. Fala dos bons e dos maus, da justiça e da verdade e diz: “Eu sou a verdade”. Fala dos homens, das mulheres, das crianças e dos jovens. Fala dos amigos e dos inimigos, dos justos e injustos, dos livres e escravos, mas afirma: “Não vos chamo servos, mas amigos”.

Sim, Jesus é verdadeiramente humano, que sofre, cai derrama sangue e morre.

Nascemos para Evangelizar!

Pai nosso ….

Pe. Xiko

Siga-nos: