Caros irmãos e irmãs de caminhada

MCC: Caminho de Santificação

DECOLORES!

“Sede misericordiosos como vosso pai é misericordioso” (Lc. 6,36).

 

Queremos hoje refletir e relembrar os elementos essenciais da mensagem da graça. Dizemos, de imediato, que a graça é uma relação amorosa de Deus com o ser humano. Por isso, estar em graça, receber a graça, viver a graça é estar em comunhão com Deus (com Jesus Cristo). Para entender o que é a graça, nada melhor que o texto de Apc 3,20, onde encontramos: “… eis que estou à porta e bato, se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entraremos e cearemos juntos. Eu com ele e ele comigo”. Aqui percebemos claramente que se trata de uma relação, de uma presença e de comunhão, livremente aceita. Precisamos dizer também que a graça é dom, oferta, sempre iniciativa de Deus, que espera  nossa aceitação.

Outro texto esclarecedor é 1jo. 4,19, onde João afirma: “Nós amamos a Deus porque Deus nos amou primeiro”. A iniciativa sempre parte de Deus. Ainda em 1Jo.5,1: “Vede com que amor nos amou o Pai, que nos chamou de filhos e nós o somos de fato”. E no Evangelho de João 15,12: “…não vos chamo de servos mas de amigos, porque vos ensinei tudo o que Eu ouvi de meu Pai. Não fostes vós que me escolhestes, mas Eu vos escolhi”. A graça, portanto, é a presença de Deus em nós. Podemos dizer que a graça é o sopro de Deus que nos eleva à dignidade de filhos e filhas e, por conseguinte, irmãos e irmãs entre nós. Somos, pela graça, constituídos sacerdotes, profetas e pastores.

Este amor de Deus é gratuito, incondicional, permanente e pleno. Num dado momento da história a graça se visibilizou, se deixou ver, tocar: a Graça fez-se carne. Jesus Cristo é a graça por excelência. Jesus é a expressão viva da graça.

Nascemos para Evangelizar!

Pai nosso….

Pe. Xiko

Siga-nos: