Em uma coletiva de imprensa em Roma, o arcebispo maior de Kiev-Halyč Svjatoslav Shevchuk fez um balanço do Sínodo da Igreja greco-católica ucraniana, realizado de 1 a 10 de setembro. Unidade e comunhão com o sucessor de Pedro são as orientações que emergiram dos trabalhos, mas o pensamento foi também para a Ucrânia atingida por 5 anos de guerra.
Siga-nos: