A coletiva de imprensa no voo de volta da África a Roma: Francisco recorda a alegria das crianças que encontrou e afirma que o Estado tem o dever de cuidar da família. Ele diz que a xenofobia é “uma doença” e pede para preservar a identidade dos povos das colonizações ideológicas. Fala das críticas que recebe e a uma pergunta sobre as tentações cismáticas responde: “Rezo para que não ocorram, mas não tenho medo”.
Siga-nos: