DECOLORES, irmãos de caminhada!

MCC: caminho de santificação.

Sede misericordiosos como vosso Pai é misericordioso”. (Lc. 6, 36)

 

Reflitamos hoje sobre ao segundo pé do tripé: – A formação ou estudo. Todos nós estamos a caminho. Todos nós buscamos o aperfeiçoamento, o desenvolvimento, a maturidade. A formação é uma exigência de nossa própria condição de seres em formação. Somos eternos aprendizes. Mais, vivemos num mundo em evolução. Participamos de uma sociedade dinâmica que se transforma permanentemente. Por isso, a formação é uma exigência também da sociedade.

Mas o que entendemos por formação, ou estudo? Quando falamos de formação, ou de estudo, entendemos capacitação, percepção, entendimento, discernimento e, sobretudo, entendemos consciência crítica, a fim de pôr em prática o plano de Deus nas realidades em que vivemos.

Formação é o desenvolvimento, o crescimento, o caminho de amadurecimento, nas diferentes dimensões: iniciando pela formação humana, a formação afetiva, a formação comunitária, a formação intelectual e a formação teológica-moral, entre outras.

A formação, em última análise, é o caminho para tornarmo-nos pessoas conscientes e capazes de atuar adequadamente em nossos ambientes. A formação é a busca do equilíbrio integral, como seres humanos, capazes de viver e atuar na transformação da sociedade. Com certeza, a formação nos dará a garantia de sermos agentes transformadores, agentes que fazem a diferença onde vivemos. Quem não tem formação atrapalha e impende o crescimento. Onde encontramos as fontes para a nossa formação? O primeiro livro que precisamos ler é a natureza, o cosmos, através dos sinais tempos, a realidade em que vivemos. Necessitamos aprender com ela a interpretar essa realidade. O segundo livro são as pessoas, pois cada pessoa é um livro que Deus escreveu para nós. Terceira fonte de formação é a comunidade em que vivemos e frequentamos, a Igreja. Quarta fonte de formação é a palavra de Deus, a Bíblia. Aí podemos buscar profunda riqueza de ensinamentos e luz para as nossas vidas.

Além dessas fontes, podemos fazer das dificuldades, do sofrimento, dos desafios, excelentes fontes de formação. O importante é que tenhamos consciência de que a formação é fundamental e decisiva para nossa vida cristã, autêntica e eficaz.

Nascemos para Evangelizar!

Pai nosso

Pe. Xiko

Siga-nos: