DECOLORES, irmãos de caminhada!

MCC: caminho de santificação.

Sede misericordiosos como vosso Pai é misericordioso”. (Lc. 6, 36)

 

Hoje trataremos do tripé que nos foi proposto quando fizemos a experiência do Cursilho. Podemos dizer que este tripé é a segurança e a garantia de perseverança na caminhada, mas é também o segredo da vida cristã e da fecundidade apostólica. O tripé contempla três dimensões fundamentais da vida cristã: – A primeira dimensão refere-se à relação com Deus, que chamamos de oração; a segunda dimensão, nossa formação; e a terceira dimensão é a ação, o agir cristão.

Hoje nos dedicaremos à dimensão da oração. Antes de tudo, precisamos esclarecer que oração não é apenas repetir ritos, fórmulas prontas, mas oração é um diálogo, um modo de estar com Ele. É, sim, uma relação de amor com que a gente ama. A oração é a linguagem dos amantes. Os amantes criam sua linguagem! É a comunicação que temos e exercitamos com quem a gente ama, Jesus Cristo.

Costumamos dizer que a oração tem três objetivos: primeiro a oração é alimento. O alimento nos dá condição de viver, nos sustenta e faz crescer. É garantia de vida. O alimento nos fortalece. Assim como o alimento natural nos mantém saudáveis, do mesmo modo a oração nos mantém saudáveis espiritualmente. A oração é primeiro, e acima de tudo, a maior expressão de amor para com Deus.

A oração é o diálogo, a comunicação que nos põe frente a frente com o Senhor. A oração é o encontro do criado com seu criador, o encontro do filho com seu Pai. É o encontro da fragilidade humana com a graça de Deus. A oração é o descanso da alma em Deus. A oração é o encontro da fragilidade humana com a força de Deus. A oração, enfim, é de namoro espiritual entre nós e Deus. Portanto, a oração é estar com Deus, falar com Ele, sentir a sua presença, ouvi-lo e deixar-se amar por Ele.

Nascemos para Evangelizar!

Pai nosso …

Pe. Xiko

Siga-nos: