Caros irmãos e irmãs de caminhada.

MCC: Caminho de Santificação

DECOLORES!

Sede misericordiosos como vosso pai é misericordioso” (Lc. 6,36).

  1. Testemunho de vida.

O cursilho, em sua metodologia, sempre teve presente dois elementos essenciais: A Palavra e o Testemunho de vida. Pode-se afirmar que, sem testemunho, não há cursilho. O testemunho faz parte da essência, do conteúdo do cursilho.

Talvez o grande desafio seja realmente entender o que é um testemunho e como eles deveriam ser. Primeiramente os testemunhos não são a mesma coisa que curriculum vitae, mas deveriam mostrar como o mensageiro está vivendo aquilo que está anunciando. O testemunho deve estar conectado à mensagem que está sendo proclamada e não deveria ser de milagres, de curas, de fenômenos inexplicáveis…

Exemplificando: Se estou proclamando a mensagem de Jesus Cristo, o testemunho deveria ser sobre como entrou Jesus Cristo em minha vida, o que mudou a partir de sua presença em minha vida, como estou seguindo seus ensinamentos, que importância Ele tem para mim.

Se estou proclamando a mensagem de Igreja, o testemunho deveria ser sobre como me sinto Igreja, que visão eu tinha de Igreja, por que sigo a Igreja, onde me sinto Igreja, o que busco na Igreja, o que mudou depois que comecei a participar na comunidade Igreja…

Os testemunhos não devem ser dramáticos, impactantes, mas convincentes e reais, autênticos. Precisam ser verdadeiros, sinceros, simples, serenos e de preferência atuais.

Lembrar sempre que as palavras marcam, podem até emocionar, mas os testemunhos comprometem.

Nascemos para Evangelizar!

Pai nosso…

Pe. Xiko

Siga-nos: