DECOLORES, irmãos de caminhada!

MCC: caminho de santificação.

Sede misericordiosos como vosso Pai é misericordioso.(Lc. 6,36)

Falemos hoje da equipe de responsáveis, ou de servidores. Alguns GEDs denominam de Equipe de corredor, outros equipe de sala, ou equipe de frente, mas o nome oficial é equipe interna. Tudo isso é secundário. O que realmente importa não são os nomes, mas o que segue:

Primeiro de tudo, precisamos sublinhar que deve ser uma equipe, uma comunidade com verdadeiro espírito e testemunho de comunidade, podemos dizer, uma pequena igreja. O Cursilho acontece como Cursilho porque há uma equipe-comunidade, que anuncia e testemunha.

O Cursilho não é fruto de um grupo de ilustres pregadores, sábios e entendidos e nem sequer de santos (claro, se forem santos, facilitará), mas de homens ou mulheres de fé, humildes, conscientes, preparados, com profundo amor à Igreja e em plena comunhão com a Igreja, instrumentos da Igreja.

Mas é preciso ter clara consciência de instrumentalidade. Quem transforma é a graça de Deus.

A equipe cria o clima, o ambiente, mas a ação transformadora é obra de Deus.

A equipe não é um grupo de opiniáticos, que vai  dar opinião sobre o ser humano, sobre Deus, sobre o mundo. Mas a equipe é constituída  por um grupo de crentes, de pessoas quem creem e vivem sua fé.

Uma boa equipe deverá ser  heterogênea, (em todos os sentidos)simples, discreta, alegre, servidora, fraterna e ter  profundo espírito de oração e vivência de oração.

Uma boa equipe não se improvisa, se prepara e se constitui.

Nascemos para Evangelizar!

Pai nosso…

Pe. Xiko

Siga-nos: