Liturgia do dia 14/05/2019

Leituras
At 1,15-17.20-26
Sl 112 (113),1-2.3-4.5-6.7-8 (R/. cf. 8)
Jo 15,9-17

4ª Semana da Páscoa

Terça-Feira

Primeira Leitura: At 1,15-17.20-26

15Naqueles dias, Pedro se levantou no meio dos irmãos (cuja assembleia constava de mais ou menos cento e vinte pessoas) e disse: 16 “Irmãos! Era necessário que se cumprisse o que o Espírito Santo tinha anunciado pela boca de Davi a respeito de Judas, que se tornou o guia dos que prenderam Jesus. 17Era ele um dos nossos, porque tinha sido escolhido para participar do nosso ministério. 20Assim está escrito no livro dos Salmos: Fique deserta a sua moradia, e ninguém queira morar nela, e ainda: Que outro receba seu cargo. 21É preciso, pois, que um daqueles homens que nos acompanharam durante todo o tempo em que Jesus esteve entre nós e à nossa frente, 22desde o batismo de João até o dia em que ele foi tirado de nós, se torne conosco testemunha de sua ressurreição”. 23Dois foram apresentados: José, chamado Barsabás, que tinha por sobrenome “Justo”, e Matias. 24Rezaram, então, do seguinte modo: “Senhor, que penetrais os corações de todos, mostrainos qual dos dois escolhestes 25 para ocupar, no serviço do apostolado, o posto que Judas abandonou para ir ao lugar que merecia”. 26Fizeram sorteio entre os dois e a sorte caiu sobre Matias, que, desde então, ficou associado aos onze apóstolos.



Salmo: Sl 112 (113),1-2.3-4.5-6.7-8 (R/. cf. 8)

R.: O Senhor fez o miserável sentar-se com os príncipes.

1Aleluia. Louvai, ó servos do Senhor, louvai o nome do Senhor! 2 Seja bendito o nome dele, bendito agora e para sempre!

3Desde o nascer ao pôr-do-sol, louve-se o nome do Senhor! 4 Supera todas as nações, supera os céus a sua glória.

5No céu, na terra, quem será como o Senhor, o nosso Deus? 6Está sentado nas alturas; mas lança os olhos sobre o abismo

7Ergue do pó os miseráveis, retira os pobres do monturo, 8para sentá-los junto aos príncipes, bem junto aos príncipes do povo.



Evangelho: Jo 15,9-17

9Como o Pai me ama assim também eu vos amo. Permanecei no meu amor. 10 Se observardes os meus mandamentos permanecereis no meu amor, como eu cumpro os mandamentos de meu Pai e permaneço no seu amor. 11Eu vos digo isto para que minha alegria esteja em vós e vossa alegria seja completa. 12Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros assim como eu vos tenho amado. 13Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos. 14Vós sereis meus amigos se praticardes o que vos mando. 15 Já não vos chamo de servidores, pois o que serve não sabe o que faz o senhor. Mas eu vos chamo de amigos, porque vos dei a conhecer tudo quanto ouvi de meu Pai. 16Não fostes vós que me escolhestes, mas eu vos escolhi e vos mandei ir e produzir fruto, um fruto que dure. Então, meu Pai concederá tudo quanto pedirdes em meu nome. 17Isto vos ordeno: amai-vos uns aos outros.

Leituras: Diretório da Liturgia e da Organização da Igreja no Brasil 2019 – Ano C – São Lucas, Brasília, Edições CNBB, 2018.

Citações bíblicas: Bíblia Mensagem de Deus, São Paulo, Edições Loyola, 2016.

 

Boa Nova para cada dia

 “Não fostes vós que me escolhestes, mas fui Eu que vos escolhi e vos designei para irdes e para que produzais fruto e o vosso fruto permaneça”. (Jo 15,16a-e).

Depois que Judas Iscariotes se enforcou, sob o peso da culpa pela traição de Jesus, o grupo dos apóstolos foi reduzido ao número de onze. São Pedro tomou a iniciativa de convocar os demais apóstolos para a escolha daquele que ia substituir Judas. O escolhido foi Matias, um dos discípulos que antes da morte de Jesus os seguia sempre.

Ora, antes de morrer, Jesus tinha dito aos apóstolos: “Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no Meu Amor, assim como eu guardei os mandamentos de Meu Pai e permaneço no Seu Amor” (Jo 15,10).

Nestas palavras Jesus disse o que era mais importante para que os discípulos permanecessem sempre unidos a Ele, na vida e na morte.

Como Matias foi escolhido para fazer parte dos doze apóstolos, a ele estas palavras de Jesus também foram dirigidas. Como Matias cumpriu sua parte na missão que Jesus deu aos outros apóstolos, concluímos, logicamente, que também a ele foram ditas estas palavras de Jesus:

“Não fostes vós que me escolhestes,

mas fui Eu que vos escolhi

e vos designei para irdes

e para que produzais fruto

e o vosso fruto permaneça”. (Jo 15,16a-e).

Não temos notícias exatas sobre o ministério apostólico de São Matias.

Mas a comunidade cristã o reconheceu como autêntico apóstolo incluído no número dos doze.

A devoção cristã a São Matias se deve ao fato de ele ter sido escolhido por Jesus e por Ele enviado para anunciar o Reino de Deus. Pode ter sido ele um dos setenta discípulos que Jesus um dia mandou evangelizar as cidades da Judeia, como consta em Lc 10,1.

Com os outros onze santos apóstolos, São Matias intercede por nós.

Autor: Pe. Valdir Marques, SJ, Doutor em Teologia Bíblica pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma


Siga-nos: