DECOLORES, irmãos de caminhada!

MCC: caminho de santificação.

Sede misericordiosos como vosso Pai é misericordioso.(Lc. 6,36)

Hoje refletiremos sobre as meditações no Cursilho.

No Cursilho (acontecimento temos Mensagens e Meditações). As meditações são breves e parte de um texto bíblico. As meditações encerram-se em si. Não são discutidas em grupos. Elas têm a finalidade de abrir o dia, dar a direção e de alguma forma apontam para onde vamos caminhar. São a síntese do dia.

Podem também ser o fechamento do dia, virem no fim do dia.  Por isso, normalmente, não necessitam de testemunho de quem as proclama. Repito: São breves, claras e fundamentadas na Palavra de Deus.

Vamos a um exemplo concreto para ficar mais fácil.

Os encontros com Cristo. A meditação mostra três personagens que recebem propostas e diante destas dão respostas diferentes. Aparece o Jovem Rico que até busca uma proposta, ouve a proposta de seguir a Cristo, mas como tem muitos bens materiais, não tem coragem de seguir. Prefere os bens materiais no lugar de uma vida plena.

Judas recebe uma proposta, aceita, segue por um tempo, mas não cultiva a interioridade, a transparência, a honestidade. Por isso trai o Mestre, por causa de sua falsidade interior. Um terceiro personagem, Pedro, recebe a mesma proposta, aceita, segue, mas num dado momento nega o mestre. Qual a razão de sua negação? A fragilidade humana, a condição humana. Portanto, essa meditação aponta-nos, sugere-nos que neste dia teremos proposta e seremos convidados a dar resposta.

O que precisamos cuidar, estarmos atentos? O que pode dificultar ou até impedir a resposta e o seguimento? Três realidades: os bens materiais, a falta de transparência, falsidade e a fragilidade humana.

Nascemos para Evangelizar!

Pai nosso…

Pe. Xiko

Siga-nos: