DECOLORES, irmãos de caminhada!

MCC: caminho de santificação.

“Sede misericordiosos como vosso Pai é misericordioso.”(Lc 6,36)

Meus irmãos e imãs, ontem celebramos a festa da Ressurreição, a razão fundamental de nossa fé. Mas, ainda é Páscoa. Passaram as comemorações, as festas, as solenes liturgias, ricas em todos os sentidos. Vivemos intensamente a Páscoa, mas ela não se resume apenas a isso. Páscoa transcende os templos, os ritos e a data. Ela é vivência!

Nos templos, durante esses dias, fizemos memória, revivemos as palavras, gestos e atitudes de Cristo; agora somos convidados a traduzi-las em nossas vidas, em nossas famílias e em nossos ambientes. Celebramos a Páscoa de Cristo; agora, somos convidados, no dia-a-dia, a celebrar a nossa Páscoa.

O fato, o acontecimento – a Ressurreição de Cristo – é o marco fundamental e fundante da nossa fé cristã e é a Sua ressurreição que vem mudar absolutamente tudo para nós, cristãos.

Até a ressurreição de Cristo, valia a lei de Moisés. Ou seja, a vida estava condicionada à lei, à observância da lei, e o caminho para seguir a Deus era a lei, era a referência fundamental a ser seguida.

Agora, o ponto referencial passou a ser a pessoa de Cristo, o filho de Deus. Salvar-se é aderir à pessoa de Jesus Cristo. A vida verdadeira vem d’Ele, o caminho é a sua pessoa, a verdade é Ele: “Eu sou o Caminho a Verdade e a Vida” (Jo 14,6).

Agora é Páscoa também! É tempo de mudar de mentalidade, de valorizar a vida e as pessoas, mais que as leis e os ritos. Tempo de novas atitudes pessoais e comunitárias, de mudança no modo de nos relacionarmos com as pessoas.

Agora é Páscoa, tempo de renovar a esperança, de crer ainda mais na vida, no amor e no altruísmo; tempo de tomar um novo caminho, um novo sentido para a vida, pois ela é eterna.

Agora é Páscoa, tempo de alegria, de júbilo, porque não estamos sozinhos. Temos um Guia, um Mestre que vai à nossa frente, que ilumina nossa estrada: “Eis que estou convosco todos os dias até o fim do mundo”. (Mt 28,20)

Agora é Páscoa, tempo de renovar os sentimentos e de trocar os de ódio pelos de paz; os de vingança pelos de fraternidade; tempo de revestir-nos de uma nova veste de filhos e filhas muito amados de Deus.

Nascemos para Evangelizar!

Pai nosso…

Pe. Xiko

Siga-nos: