Liturgia do dia 15/04/2019

Leituras
Is 42,1-7
Sl 26(27),1.2.3.13-14 (R/. 1a)
Jo 12,1-11

Semana Santa

Segunda-Feira

Primeira Leitura: Is 42,1-7

1Eis meu Servo que sustenho, meu eleito, preferido de minha alma. Pus sobre ele meu espírito. Ele levará o direito às nações. 2Ele não gritará nem elevará o tom, nem fará ouvir sua voz nas ruas. 3Ele não quebrará o caniço rachado nem apagará a chama vacilante. Ele proclamará com firmeza o direito, 4sem cansar-se nem desfalecer, até implantar a justiça na terra, pois as ilhas esperam o seu ensino. 5Assim fala o Deus Javé que criou e desdobrou os céus, estendeu a terra, deu-lhe vegetação, deu respiração ao povo que a habita e sopro aos seres que se movem. 6“Eu, Javé, chamei-te na justiça, tomei-te pela mão, formei-te e te destinei a ser a aliança do povo e a luz das nações, 7para abrir os olhos dos cegos, para fazer sair os cativos da prisão, e da masmorra os que habitam nas trevas.

Salmo:Sl 26(27),1.2.3.13-14 (R/. 1a)

R.: Só Deus é minha luz e salvação!

1Só Deus é minha luz e salvação: de quem teria medo? É ele a proteção da minha vida; quem me fará tremer?.

2Quando meus opressores e inimigos me atacam com maldade, buscando devorar a minha carne, tropeçam, vão ao chão.

3Se um exército erguer-se contra mim, não terei medo algum; se contra mim travar-se uma batalha, ainda assim confio. 

13Hei de ver a bondade do Senhor na terra dos que vivem! 14Espera no Senhor! Força e coragem! Espera no Senhor!

Evangelho: Jo 12,1-11

Seis dias antes da Páscoa, foi Jesus a Betânia, onde morava Lázaro, a quem tinha ressuscitado dos mortos. 2Tinham preparado ali um jantar para ele. Marta estava servindo enquanto Lázaro estava à mesa com Jesus. 3Então Maria pegou uma boa quantidade de perfume de nardo puro, de grande valor, ungiu com ele os pés de Jesus e os enxugou com os cabelos. A casa inteira se encheu com o aroma do perfume. 4 Judas, o Iscariotes, aquele que o havia de entregar, disse então: 5“Por que não foi vendido este perfume por trezentas boas moedas de prata para dar aos pobres?”. 6Dizia isto, não porque se preocupasse com os pobres, mas porque era ladrão e, tomando conta da bolsa comum, furtava o que ofereciam. 7Jesus disse: “Deixa Maria em paz. Ela o guardou para esta unção em vista do dia do meu sepultamento. 8Os pobres estão sempre no meio de vós. Mas eu nem sempre estou”. 9Muitos judeus souberam que ele estava lá e foram, não somente por causa de Jesus, mas também para ver Lázaro, que Jesus tinha ressuscitado dos mortos. 10Então os sacerdotes-chefes decidiram matar também a Lázaro, 11pois, por sua causa, muitos se afastavam dos judeus e criam em Jesus.

Leituras: Diretório da Liturgia e da Organização da Igreja no Brasil 2019 – Ano C – São Lucas, Brasília, Edições CNBB, 2018.

Citações bíblicas: Bíblia Mensagem de Deus, São Paulo, Edições Loyola, 2016.

 

Boa Nova para cada dia

… ela guardou este perfume para o dia da minha sepultura (Jo 12,7).

Maria, a irmã de Lázaro que Jesus ressuscitara, ungiu os pés de Jesus com nardo puro, de grande preço, e os enxugou com seus cabelos. A casa encheu-se do perfume.

Judas Iscariotes protestou, dizendo que aquele dinheiro devia ir para a bolsa dos discípulos de Jesus; na verdade queria roubá-lo para si.

Este fato mostra reações diferentes dos discípulos em relação a Jesus.

Maria, irmã de Lázaro, por pura boa educação devia lavar os pés de Jesus que era seu hóspede. Mas preferiu derramar sobre eles o perfume mais caro que pôde pagar.

Judas, igualmente discípulo de Jesus, se serve dele para roubar dinheiro.

Jesus soube reagir com bondade em relação a Judas e em relação a Maria, dizendo a ambos: ela o “ungira para sua sepultura”.

Nesta quaresma podemos tanto imitar Maria ou errar como Judas. É claro que Jesus prefere que imitemos Maria, e o podemos fazer no dia da Adoração da Cruz, beijando seus pés com reverência, com o perfume de nosso coração purificado pelo arrependimento e pelo sacramento da reconciliação com Deus, a confissão.

 

Autor: Pe. Valdir Marques, SJ, Doutor em Teologia Bíblica pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma.   


Siga-nos: