Em comunicado da Sala da Imprensa da Santa Sé, o diretor interino confirmou que o Pontífice não aceitou a demissão apresentada pelo card. Philippe Barbarin, arcebispo de Lyon. O purpurado, porém, decidiu se retirar por um período. Em 7 de março ele foi reconhecido culpado pelo Tribunal francês por não ter denunciado os maus tratos contra um menor entre 2014 e 2015.
Siga-nos: