Liturgia do dia 03/01/2019

Leituras
1Jo 2,29-3,6
Sl 97(98),1.3cd-4.5-6 (R. 3a)
Jo 1,29-34

Tempo do Natal

Quinta-Feira


Primeira Leitura: 1Jo 2,29-3,6

29 Se sabeis que ele é justo, reconhecei que todo aquele que pratica a justiça é seu filho. 3 1 Vede como é grande o amor que o Pai nos dedicou, concedendo-nos ser chamados filhos de Deus. E nós o somos! Se o mundo não nos conhece é porque não o tem conhecido. 2 Caríssimos, desde agora já somos filhos de Deus, embora ainda não seja manifesto o que viremos a ser. Sabemos que, quando Cristo aparecer, seremos semelhantes a ele, porque o veremos como ele é. 3 Todo aquele que coloca esta esperança nele se torna puro, como ele é puro. 4 Todo aquele que comete pecado é um iníquo, porque o pecado é a iniquidade. 5 Vós sabeis que ele se manifestou para tirar os pecados e que nele não há pecado. 6 Todo aquele que permanece nele não peca. Todo aquele que peca não o viu nem o conheceu.

Salmo: Sl 97(98),1.3cd-4.5-6 (R. 3a)

R. De seu fiel amor ele lembrou-se.

1 Entoai ao Senhor cântico novo, que ele fez maravilhas! Sua mão poderosa e braço santo valeram-lhe a vitória.

3cd Os extremos da terra contemplaram nosso Deus a salvar-nos. 4 Aclamai o Senhor, ó terra inteira, com cânticos e música!

5 Celebrai o Senhor em vossas harpas e nos vossos saltérios. 6 Ante o Senhor e Rei, rejubilai-vos com tubas e trombetas.

Evangelho: Jo 1,29-34

29 No dia seguinte, vendo Jesus que vinha a seu encontro, exclamou: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! 30 Este é aquele de quem eu afirmei: Depois de mim vem um homem que me precedeu, porque existia antes de mim. 31 Eu mesmo não o conhecia; mas, para que ele fosse manifestado a Israel, vim batizar com água”. 32 João declarou ainda: “Vi o Espírito descer do céu, como uma pomba, e pousar sobre ele. 33 Eu mesmo não o conhecia. Mas quem me enviou para batizar com água me disse: ‘Aquele sobre quem vires descer e pousar o Espírito, este é que batiza com o Espírito Santo’. 34 Ora, eu vi isto, portanto dou testemunho de que ele é o Filho de Deus”.

Leituras: Diretório da Liturgia e da Organização da Igreja no Brasil 2018 – Ano B – São Marcos, Brasília, Edições CNBB, 2017.

Citações bíblicas: Bíblia Mensagem de Deus, São Paulo, Edições Loyola, 2016.

Boa Nova para cada dia

E eu vi, e dou testemunho de que este é o Filho de Deus (Jo 1,34).
Nesta comemoração do Nome de Jesus o Evangelho permite entender tanto o Nome de Jesus a partir da missão que Deus lhe dá, como também a missão que São João Batista recebe de Deus.
Na liturgia atual o Nome de Jesus é comemorado no dia 03 de janeiro, quando anteriormente era no dia primeiro, isto é, oito dias depois de seu nascimento. Sua apresentação no Templo de Jerusalém aconteceu no dia em que lhe foi dado o nome de “Jesus”, isto é, “Salvador”. Ora, este nome foi escolhido por Deus e revelado tanto a Maria (Lc 1,31) como a São José (Mt 1,21).
Hoje o Evangelho nos mostra São João Batista em discussão com sacerdotes e levitas que lhe foram enviados pelos líderes religiosos de Jerusalém. Eles queriam saber se São João Batista era o Cristo, isto é, o Messias, Elias ou algum dos profetas prometidos no passado.
São João Batista diz que não é nenhum desses personagens. De grande importância foi sua negação quanto a ser “Messias-Cristo”. Pelo contrário disse quem era: voz que clama no deserto: aplainai o caminho do Senhor (Jo 1,23b). E com isto ficou claro: ele fora enviado para preparar a chegada do Messias.
O Evangelho continua neste diálogo até que São João Batista termina por afirmar que tendo batizado Jesus, viu sobre ele o Espírito Santo em forma de pomba. Isto Deus lhe revelara: aquele sobre quem o Espírito Santo pousasse era o Messias. Além disto, Deus fizera São João Batista entender mais sobre Jesus: E eu vi, e dou testemunho de que este é o Filho de Deus (Jo 1,34).
“Filho de Deus” não é um título como o de “Messias”. “Filho de Deus” diz a natureza divina de Jesus. Portanto é o Filho de Deus quem salvará o Povo de Israel de seus pecados, não somente com o Batismo com água, e sim com a transformação espiritual plena do Batismo no Espírito Santo.
Como entender esta missão do Filho de Deus, Jesus?
As pessoas que ouviam São João Batista naquele momento foram levadas a recordar uma passagem profética sobre o Espírito Santo no Antigo Testamento. É Ez 36,25-28:
25. Derramarei sobre vocês uma água pura, e vocês ficarão purificados. Vou purificar vocês de todas as suas imundícies e de todos os seus ídolos.
26. Darei para vocês um coração novo, e colocarei um espírito novo dentro de vocês. Tirarei de vocês o coração de pedra, e lhes darei um coração de carne.
27. Colocarei dentro de vocês o meu Espírito, para fazer com que vivam de acordo com os meus estatutos e observem e coloquem em prática as minhas normas.
28. Então vocês habitarão na terra que dei aos seus antepassados: vocês serão o meu povo, e eu serei o Deus de vocês.
Em Jesus esta profecia se cumpre, pois Ele mesmo afirmará em Nazaré que o Espírito Santo de Deus estava sobre Ele.
É profecia de Isaías 61,1a:
O Espírito do Senhor Javé está sobre mim, porque Javé me ungiu.
É aqui que Jesus mesmo diz claramente que é o Messias. São João Batista dissera que não era o Messias. Mas Jesus o diz e esclarece ao Povo de Deus quem Ele é. Não somente o Ungido, o Cristo, mas antes de tudo Filho de Deus.
É deste modo que por meio da Liturgia da Palavra aprendemos um pouco mais sobre o Nome e a Missão de Jesus Cristo.
Pensemos nisto e deixemos que a luz de Deus ilumine estas compreensões em nossa mente e em nosso coração.
Façamos uma oração espontânea invocando o Nome de Jesus, o Filho de Deus, o Messias, o nosso Salvador.

Autor: Pe. Valdir Marques, SJ, Doutor em Teologia Bíblica pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma.


Siga-nos: