Estatuto Social

Falecimento de Dom Rubens Augusto de Souza Espínola, Bispo Emérito de Paranavaí (PR)

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Faleceu, na madrugada desta quinta-feira, 28 de dezembro, o bispo emérito de Paranavaí (PR), dom Rubens Augusto de Souza Espínola.

Eis a notícia publicada no site oficial da diocese paranaense:

É com pesar, que a Diocese de Paranavaí vêm comunicar a todos, que neste dia 28 de dezembro, faleceu o Bispo Emérito Dom Rubens Augusto de Souza Espínola.

Seu corpo será velado na Catedral Maria Mãe da Igreja.

O sepultamento na Cripta da Catedral, será amanhã, sexta-feira, 29 de dezembro após a Missa presidida por Dom Anuar Battisti às 16h.

Dom Anuar pede a todos que assim como sua vida foi toda na simplicidade, que não enviem coroas de flores.

Conheça um pouquinho de sua trajetória: Dom Rubens Augusto de Souza Espínola, nasceu em São Carlos (SP) em 8 de junho de 1928. Sendo assim, nos é revelado 89 anos de idade dedicados à dignidade humana e as causas da vida, são 64 anos de ordenação sacerdotal e 36 anos de episcopado.

Atualmente encontrava-se aposentado há 13 anos desde de 1° de Fevereiro de 2004, e residia em nossa amada Paranavaí, cidade que tanto amava.

Rubens Augusto de Souza Espínola, nascido em São Carlos (SP) em 8 de junho de 1928.

Afinal, foram mais de 19 anos dedicados ao serviço na Diocese de Paranavaí, o que rendeu admiração dos que o conhecem e o respeito geral. Mesmo após a aposentadoria, em fevereiro de 2004, o bispo continuou na cidade, residindo desde então na mesma casa.

MEMÓRIA – Dentre os episódios de Dom Rubens está a construção da Catedral Maria Mãe da Igreja e multiplicação das paróquias, somando-se também a ordenação de 35 padres.

Quando assumiu a Diocese eram apenas duas paróquias em Paranavaí. Quando deixou a administração, apresentou saldo de 11 paróquias na cidade.

Dom Rubens foi ordenado padre em 8 de dezembro de 1953 e bispo em 19 de março de 1981. Tomou posse em Paranavaí no dia 8 de dezembro de 1985, sucedendo a Dom Benjamin de Souza Gomes, que passou à condição de bispo emérito, falecendo em 17 de novembro de 1995.

Dom Rubens permaneceu na função até o dia 1º de fevereiro de 2004, quando se aposentou e foi empossado o bispo Dom Sérgio Aparecido Colombo. Dom Sérgio foi nomeado para a Diocese de Bragança Paulista em 16 de setembro de 2009.

E por isso nossa Diocese de Paranavaí, é convidada a rezar juntos pela alma de nosso amado Bispo Dom Rubens Augusto de Souza Espínola.

Dom Leonardo Steiner, secretário-geral da CNBB, assina Nota de Condolências pelo falecimento de dom Rubens. Leia a íntegra da Nota.

Nota de Condolências da CNBB

pelo falecimento de dom Rubens Augusto de Souza Espínola

Brasília, 28 de dezembro de 2017

Prezado P. Sílvio César Pereira.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) recebe com pesar a notícia do falecimento de dom Rubens Augusto de Souza Espínola, bispo emérito de Paranavaí (PR), ocorrido na madrugada desta quinta-feira, 28 de dezembro. Renovamos a nossa solidariedade fraterna e pedimos que o senhor estenda aos familiares e às comunidades da diocese o nosso abraço fraterno.

Recorremos às palavras do Santo Padre, Papa Francisco, para manifestarmos nossa proximidade com o senhor e com a Diocese de Paranavaí. Na homilia da missa do último Dia de Finados, ele disse: “(a) esperança, reavivada em nós pela Palavra de Deus, ajuda-nos a adotar uma atitude de confiança frente à morte: realmente Jesus demonstrou-nos que a morte não é a última palavra, mas o amor misericordioso do Pai transfigura-nos e faz-nos viver a comunhão eterna com Ele. Uma caraterística fundamental do cristão é o sentido duma ansiosa expectativa do encontro final com Deus. Ainda há pouco o reiteramos no Salmo Responsorial: ‘A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo! Quando poderei contemplar a face de Deus?’ (42, 3). São palavras poéticas que, de forma comovente, interpretam a nossa expetativa vigilante e sedenta do amor, da beleza, da felicidade e da sabedoria de Deus”.

Na despedida desse nosso Irmão, dom Rubens, é bom recordarmos seu lema episcopal: sicvt qvi ministrat (Como aquele que serve). Lema que representa a atitude de disponibilidade com a qual ele assumiu sua missão nos 89 anos de vida, 64 de sacerdócio e 36 de episcopado.

Enviamos o nosso abraço a todos e as nossas orações.

Em Cristo,

Dom Leonardo Ulrich Steiner

Bispo auxiliar de Brasília

Secretário-Geral da CNBB

Fonte: CNBB