Estatuto Social

Reforma da previdência: Igreja pede diálogo e justiça social

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Cristiane Murray - Cidade do Vaticano

O arcebispo de Brasília (DF) e Presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Cardeal Sergio da Rocha, recebeu na manhã de terça-feira, (12/12), representantes de movimentos populares envolvidos nas mobilizações contra a Reforma da Previdência. A atitude foi descrita pelos presentes como gesto humano, solidário e, sobretudo, de pastor. 

Há dez dias, estão fazendo greve de fome Frei Sérgio Görgen, Josi Costa e Leila Denise, membros do Movimento de Pequenos Agricultores. “A greve significa que alguns passarão fome por alguns dias para evitar que muitos passem fome uma vida inteira”, disse Bruno Pilon, do MPA.

Dom Roque Paloschi, Arcebispo da Arquidiocese de Porto Velho - Rondônia envia mensagem de apoio e solidariedade. Confira:

Ao grupo, Dom Sergio disse que “a Igreja tem feito o anúncio profético de sempre recordar as exigências da justiça social, da caridade e da paz. Que nas iniciativas que são tomadas tenhamos sempre assegurado o direito dos mais pobres dos mais vulneráveis, porque se a Igreja não ajudar, não estiver junto desses irmãos e irmãs, estaremos deixando de cumprir a nossa missão e, ao mesmo tempo, não estaremos contribuindo para a construção da justiça e da paz”.

A Conferência da Família Franciscana no Brasil manifesta solidariedade com uma nota de apoio à greve de fome contra a Reforma da Previdência

A Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), por meio de sua presidente, Irmã Maria Inês V. Ribeiro, também divulgou nota de solidariedade aos grevistas. Confira a nota na íntegra.

A Câmara dos Deputados pretende pautar o tema para votação no próximo dia 19.

Fonte: Rádio Vaticano